Dezembro 01, 2022
Slider

Sindicato dos Bancários da Baixada Fluminense protesta contra reestruturações em unidades de varejo do Santander

O Sindicato dos Bancários da Baixada Fluminense percorreu nesta terça-feira, 26 de julho, agências do Banco Santander, para protestar contra reestruturações em unidades de varejo da instituição financeira. 

As manifestações ocorreram nos municípios de Duque de Caxias e de São João de Meriti.

Em São João de Meriti, houve retardamento de uma hora na abertura da agência 3306, localizada no centro.

Em Duque de Caxias, foram realizados atos com intervenções no interior das agências, distribuição de informativos e exibição da faixa sobre a campanha salarial, nas agências Presidente Kennedy e Brigadeiro Lima e Silva. 

As diretoras e diretores do Sindicato puderam falar com bancárias, bancários e população em geral, e debater sobre o recente anúncio de reestruturações em agências e seus potenciais impactos contra os direitos dos trabalhadores. Além de tentar impedir os ataques aos trabalhadores e de estabelecer processo negocial entre as partes, para construção de alternativas que não passem por estas, impostas pelo banco. Os dirigentes sindicais também falaram sobre a renovação do aditivo, previsto na Convenção Coletiva de Trabalho Nacional (CCT), que contempla funcionárias e funcionários do banco.

Parte das medidas apresentadas pelo banco, como a extensão do horário de atendimento gerencial das 9h às 17h, desde o dia 18 de julho, a terceirização de serviços, a extinção da função de Gerente de Atendimento, além das demissões continuadas, podem atingir um expressivo contingente de funcionários.

Após os protestos, o banco entrou em contato com a Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander e se comprometeu a fazer uma conversa presencial para tentar chegar a uma solução para o caso.

*Confira mais fotos em nossas redes sociais