Maio 23, 2022
Slider

Nova diretoria do Sindicato dos Bancários da Baixada Fluminense toma posse

A nova diretoria do Sindicato dos Bancários da Baixada Fluminense tomou posse na última sexta-feira, dia 29 de abril. O mandato será de quatro anos.

A cerimônia contou com a presença do Presidente Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro dos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Fetraf-RJ/ES), Nilton Damião Esperança, de representantes da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf), do Presidente da Central Única dos Trabalhadores do Rio de Janeiro (CUT-Rio), Sandro Cezar, o Sandrão, do Presidente do Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro, José Ferreira, entre outros convidados. Representantes de todos os outros sindicatos que compõem a base da Fetraf RJ/ES (Angra dos Reis, Espírito Santo, Itaperuna, Macaé e Região, Nova Friburgo e Três Rios), também estiveram presentes.

Nos discursos de posse, foi citada a importância da unidade e do trabalho em conjunto dos trabalhadores com os dirigentes e entidades sindicais. Assim como os desafios que vêm pela frente com as campanhas salarial e eleitoral.

“Estou muito animado e esperançoso com este novo mandato. O Sindicato tem apresentado resultados significativos no auxílio aos bancários e bancárias. Além disso, temos uma diretoria competente e engajada. A luta é contínua, mas estamos preparados para as batalhas que surgirem”, disse Pedro Batista, Coordenador Geral.

A necessidade de eleger parlamentares que tenham em pauta a defesa dos trabalhadores nas eleições deste ano, também foi falada.

“Teremos anos difíceis pela frente. A começar por este, de 2022, onde teremos eleições, que será decisivo para a categoria bancária, para os trabalhadores e para o país. Então, é trabalhar duro, com todo mundo junto, na luta, para atingirmos nossos objetivos”, relatou o Coordenador Geral, José Laércio.

A questão da representatividade, com mais mulheres e negros em posições de destaque, também foi pauta.

“É uma honra, como mulher, negra, estar na Coordenação Geral de um Sindicato de luta como o nosso. Depois de ter passado pela Tesouraria, Secretaria Geral e Secretaria de Formação, tendo o meu trabalho reconhecido por bancárias e bancários que entenderam a importância da representatividade de ter uma mulher como coordenadora. É um grande passo e um exemplo a ser seguido por demais entidades. Seguiremos juntos na defesa dos nossos direitos, por cada vez mais conquistas e qualidade de vida para todos os bancários da Baixada Fluminense”, comentou Renata Soeiro, Coordenadora Geral.