Fevereiro 08, 2023
Slider

Bancos acirram disputa pelas contas dos funcionários públicos

A partir de hoje, os cerca de 13 milhões de servidores públicos vão poder escolher livremente o banco no qual querem receber seus salários. É o início de uma disputa que já dá pistas de que pode chegar ao bolso dos correntistas.

 

Para enfrentar o assédio dos concorrentes sobre sua clientela, os bancos montaram pacotes de serviços com redução de tarifa. O Santander lança campanha com promoções, que incluem tarifa zero e cartão de crédito sem mensalidade para os assalariados.

 

No Rio, o Itaú faz contrapropostas para os 460 mil servidores estaduais que passaram hoje a ter conta no Bradesco. O Banrisul, que tem uma base de 500 mil funcionários públicos, também monta novas tarifas. E a Caixa Econômica Federal vai isentar os servidores de tarifas na cesta básica de serviços por um ano.

 

O governo mineiro aproveitou a nova regra para renegociar o acordo com o Banco do Brasil, que aceitou pagar R$ 1,4 bilhão ao Estado por um contrato de cinco anos.

 

Fonte: Valor Econômico